Arquivo mensal: setembro 2014

Die Haarentfernung

Padrão

Parei de respirar. Olhos vidrados. Coração na garganta. Foi assim que me senti quando a Susanne, minha vizinha de quarto na república de Tübingen, entrou no meu quarto e, ao me ver depilando a perna com cera, gritou “WAS MACHST DU DENN DA?”. Nossa, gente, que susto!

Expliquei a ela que eu simplesmente estava depilando a minha perna, e perguntei, ainda sem ter voltado à minha respiração normal, o porquê do espanto dela. “Das ist ja Unsinn! Das verletzt deine Haut, ist unnatürlich, das tut man nicht!”. Os pêlos existem pra proteger a sua pele, e você os arranca! Gente, só faltou ela chorar …

Pois é, culturas diferentes, mundos diferentes, mais um ponto de vista bem diferente do meu, já que na minha cultura NÃO tirar os pêlos era sim absurdo. Eu é que achava estranhíssimo ver as mulheres não depiladas. Choques culturais!

Nunca ouvi falar em depilação na época em que vivi lá, nem nunca vi uma estudante depilada, mas hoje em dia esse método já é bem conhecido por terras germânicas.

Pra quem se interessar, dois links sobre depilação com bastante vocabulário.

 erstaunte frau

http://www.gofeminin.de/pflege/haarentfernung-mit-heissem-wachs-s795157.html

http://de.wikipedia.org/wiki/Epilation

Anúncios

Nachrichten

Padrão

Um assunto que despertou meu interesse quando morei na Alemanha, e que me interessa cada vez mais: como combater o desperdício. Foi lá que comecei a me dar conta do tanto de coisas que desperdiçamos, e que eu desperdiçava … nas casas das famílias por onde passei, onde trabalhei, tudo era naturalmente controlado: o gasto com a água, com as compras, com a comida etc. Foi realmente um grande aprendizado pra mim. E de lá pra cá, só fui cada vez mais me aperfeiçoando nessa arte …

 

 escambo doaçoes

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-as-comunidades-de-troca-e-doacao-estao-combatendo-o-desperdicio-no-mundo/

Kulturelle Gewohnheiten – 9

Padrão

Carona? Hummm ….

Kultur

 

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2010/05/estrangeiros-listam-dez-exemplos-que-o-brasil-poderia-exportar-2898352.html?utm_source=Redes+Sociais

9 – Esse esquema de carona que os estrangeiros citam no link acima realmente eu não vi muito por lá não. Exceto entre amigos brasileiros, mas também nem tanto assim, já que pouquíssimos de nós possuía um carro. Simplesmente não havia necessidade. Fazíamos tudo a pé, de bicicleta, de bonde, trem, metrô …

Mas conheci o esquema de carona improvisada (dessas que você se posta em alguma calçada e usa o dedão e a cara de pau, sabe?), dentro da cidade de Tübingen mesmo, e também entre cidades. Neste caso ficávamos na saída da cidade pedindo carona aos que já estavam a caminho de, por exemplo, Stuttgart. Dentro de Tübingen nunca passei por nenhum incidente, porém, em duas oportunidades em que pedi carona para Stuttgart, vivenciei coisas diferentes …

Numa das vezes eu estava sozinha e entrei num carro em que o motorista logo se mostrou bastante desagradável através de indiretas sobre o meu corpo e até tentando colocar a mão na minha perna. Que sufoco! Fiquei muito assustada achando que não conseguiria sair ilesa dessa, até que, muito nervosa, pedi que parasse o carro senão eu saltaria. Saí correndo, tão transtornada que nem pensei em pegar a placa do carro e fazer uma queixa na delegacia. Teria sido o ideal, porque o motorista com certeza teria sido pego e devidamente punido.

Numa outra oportunidade, pegamos carona em três para Stuttgart. Nesse caso, o motorista corria tanto, mas tanto, que a minha amiga roeu todas as unhas das duas mãos durante o trajeto. Eu, sentada na frente, adorei a aventura!

Mein erstes Deutschheft

Padrão

Minha primeira tabela de declinação de adjetivos … aaaaaahhhhhh, quantas milhares de vezes na minha vida eu estudaria essa tabela até tê-la decorado … e não só até tê-la decorado, mas até ter sabido usá-la no momento certo (isso significa, com o verbo certo, na frase certa, no contexto certo etc etc etc)!

 

digitalizar0007

Nachrichten

Padrão

Já publiquei aqui uma outra notícia sobre esse assunto: um supermercado alemão sem embalagens. Vejam como foi e o que disseram os alemães na inauguração de um desses supermercados em Berlim:

 supermercado em embalagem

 http://www.berliner-zeitung.de/berlin/eroeffnung-verpackungsfreier-supermarkt-verpackungsfrei-einkaufen-in-kreuzberg,10809148,28399866.html