Arquivo mensal: julho 2017

das Schwäbische

Padrão

Ownn, o Schwäbisch Resultado de imagem para coração

… primeiro dialeto com o qual tive contato quando cheguei na Alemanha. Hoje tenho saudades de ouvi-lo, acho fofinho e tal, mas nas primeiras vezes que o ouvi, pensei: “Gente, que língua é essa?” ou “Que língua me ensinaram no Brasil? Me enganaram! Não foi alemão! Não entendo nada do que esse povo tá falando!”.  🙂

Com o tempo fui aprendendo um pouco dele. Claro que mais de forma passiva, pra poder sobreviver mesmo, poder entender o que as pessoas diziam, porque todo mundo me entendia quando eu falava o Hochdeutsch.

Faz tempo que li o link abaixo, mas esta semana, por ter recebido um whats em Schwäbisch, me lembrei de compartilhá-lo com vocês.

Tschüssle!

Schwäbisch

http://www.dw.com/pt/su%C3%A1bio-economiza-at%C3%A9-nas-palavras/a-1682361

Anúncios

die Uni

Padrão

Uma semana depois da minha formatura na UNICAMP, exatamente no dia 26 de dezembro de 1986, parti para a Alemanha. Aliás, parti para a Espanha, mais exatamente para as Ilhas Canárias, para conhecer a terra da minha família, dos meus pais e irmãs. De lá fui para Madri, Barcelona, Toledo, Toulouse, Zurique e … Owingen!

Eu queria estudar na Alemanha, mas até então não tinha a mínima ideia de como fazer isso. Só com o tempo (e muitas cabeçadas), lá pra maio de 1987, foi que eu consegui descobrir o caminho que eu teria que percorrer pra chegar na Uni.

Como eu já tinha um diploma universitário, bastava fazer uma prova de alemão e me matricular. E para conseguir passar na prova (que eu queria muuuuito!), eu podia frequentar um curso preparatório gratuito oferecido pela faculdade.

Fiz o curso direitinho e passei! Uhuuu 🙂

Mas como cada caso é um caso, achei hoje este artigo que fala das várias possibilidades e necessidades para se estudar na Alemanha. Acredito que seja super útil para todos que seguem o blog!

universidade-na-alemanha-1

http://alemanha-para-brasileiros.de/estudar-na-alemanha/estudar-em-universidade-na-alemanha/