Arquivo mensal: outubro 2013

Halloween in Deutschland

Padrão

Ein bisschen Spaß!

Halloween in Deutschland

Anúncios

Die Umfrage – Endergebnisse

Padrão

Pronto! Matei minha curiosidade! Vejam os resultados!

resultado da enquete

No item referente a “outros”, foram votados os assuntos “fatos históricos” e “costumes/cultura/tradições alemães”.

Perfil dos meus leitores: xeretas e comilões! Ou, em outras palavras, muito interessados em experiências de vida e comidas diferentes (wie ich, übrigens …)!

Vielen vielen Dank für das Mitmachen! Aguardem a próxima!

Die Aufenthaltserlaubnis

Padrão

Lembram do último capítulo da minha novela? Então, a partir daquele incidente em Heidelberg eu precisava ir à prefeitura de Owingen para regularizar a minha situação na Alemanha, já que não tinha visto.

Fui com aquela amiga de Owingen ao depto. que cuida da situação dos estrangeiros da prefeitura de Owingen, onde o funcionário foi muito gentil conosco. Depois de me fazer várias perguntas, ele me disse: “Veja bem, minha senhora, o correto seria mandá-la de volta ao Brasil para que lá fosse dada a entrada no visto. Porém, como está me dizendo que quer muito estudar aqui, faremos o seguinte: Eu lhe darei um visto temporário de aproximadamente 7 meses, que é o tempo que falta para a realização da prova de alemão para ingressar na universidade. Caso a senhora passe na prova, muito bem, basta se matricular na faculdade e regularizar a sua situação, ou seja, obter um novo visto de permanência, desta vez como estudante (renovável todo ano a partir da apresentação do comprovante de matrícula). Caso não passe na prova, terá que retornar ao Brasil, e, de lá, solicitar um visto.”

Uau! Eu ainda tinha uma chance! E mais um desafio pela frente.

Bem, eu já tinha tido a sorte de encontrar uma república para morar em Tübingen, assim como um trabalho num restaurante italiano, que ficava embaixo do prédio da república. Tudo isso através daquele professor que conheci quando visitei a cidade. Um visto temporário e a oportunidade de entrar na faculdade e regularizar minha situação também. Então, mãos à obra!

Acertei as datas da mudança e do início do trabalho no restaurante. Tudo organizado, era hora de partir para um novo mundo que me esperava em Tübingen, uma cidade universitária de 70 mil habitantes na época, e aquela que teria para sempre um lugar especial no meu coração. Mal sabia eu quanta coisa bacana me aconteceria, quanta gente legal eu conheceria, quanto eu aprenderia lá …

P1000686PS: Meu primeiro visto na Alemanha!

Das Interview

Padrão

Quando a gente é nova num lugar, as pessoas ficam curiosas em saber da gente, né? Então, assim foi comigo na Alemanha também.

Os alemães são, na minha opinião e segundo a minha experiência, muito curiosos e interessados. Queriam muito saber de onde eu era, por que estava lá, onde tinha aprendido alemão, quanto tempo pretendia ficar etc etc etc. Faziam muitas perguntas! Inclusive também sobre o Brasil, a nossa cultura, política, música e outros assuntos.

Com a frequência das perguntas fui ficando craque em respondê-las rapidamente, mas me incomodava bastante perceber, na minha fala, alguns erros de gramática. Eu me fazia entender, sim, a comunicação começou a fluir, mas … eu queria falar certinho!

Então, resolvi fazer o seguinte: Em casa, tentava me lembrar das perguntas mais frequentes e escrevia as respostas. E decorava! Repetia, repetia, repetia até achar que na vez seguinte eu não erraria mais (mas errava ainda algumas vezes … fazer o quê?).

Ao contrário do que muitos dizem, não há nada de mal em decorar frases na língua estrangeira. Essa estratégia me ajudou muito, muito mesmo. A resposta saía automaticamente, e assim eu podia me concentrar melhor em outros  aspectos da conversa.

Lembro ainda de algumas respostas “prontas”:

“In Brasilien habe ich an der Uni Deutsch gelernt. Nachdem ich mein Studium abgeschlossen habe, bin ich nach Deutschland gekommen, um meine Deutschkenntnisse zu verbessern.

“Während des Studiums habe ich gemerkt, dass ich am besten hier die Sprache lernen würde. Deshalb habe ich mich entschlossen, hierher zu kommen.”

“Ich möchte an der Uni studieren, und nebenbei einen Job als Studentin haben.”

interview