Arquivo mensal: abril 2015

Nachrichten

Padrão

Que surpresa ouvir falar de Chernobyl tantos anos após a catástrofe que tanto me assustou, bem no ano em que eu fazia já os meus planos para ir para a Alemanha!

O susto foi enorme, assim como a insegurança que me tomou no momento da notícia. Acompanhamos com muita preocupação o noticiário, buscamos informações de diferentes fontes, até que achamos (minha família e eu) que não haveria problema na minha ida para lá.

Veja como anda a região 29 anos após essa inesquecível catástrofe …

chernobyl

http://www.dw.de/biodiversidade-em-chernobyl/g-18407487

The day after

Padrão

Acordei no quarto, olhei para o lado, e uma senhora estava deitada lá, acordada. Olhou pra mim mas não me disse nada.

Acordei bem mal … minutos depois vi um recipiente ao lado da minha cama, e em seguida descobri porque ele estava lá: as ânsias de vômito começaram e fiz uso dele rapidamente. O mal-estar durou, na minha percepção, algumas horas.

Um tempo depois apareceu um médico para ver como eu estava. Eu continuava mal, e com dor no pé. Não me lembro muito mais o que aconteceu aquele dia. Acho que dormi bastante, porque depois dessas lembranças só me lembro, depois, do dia seguinte no hospital, que foi o pior deles …

the day after

Die Grillparty

Padrão

Churrasco! Uau! Que alegria quando fui convidada pra um! Num domingo, na casa de um amigo e tal. Fiquei animada, afinal fazia tempo que eu não comia uma carninha de churrasco. Era só carne de porco, salsicha, linguiça … fora as batatas da vida …

Porém … qual não foi a minha decepção, aliás, quais não foram as minhas decepções quando cheguei! Fiquei tão perplexa que o anfitrião teve que me dar uma aula particular sobre o churrasco alemão.

É assim: quando você é convidada para um churrasco, você na verdade é apenas e meramente convidada a participar de uma reunião de amigos, sendo que a comida que você comerá será a “carne”, as linguiças etc (nada de picanha, maminha …) que VOCÊ levar para serem grelhadas numa grelha (nunca numa churrasqueira!) que eventualmente pertença ao dono da casa, ou a algum amigo (ou talvez você também tenha que levar a grelha*). E mais: você mesma toma conta da sua “carninha” na grelha. Entendem a minha decepção? Choque cultural de novo!

Bom, mas por sorte consegui “doações” de linguiças e ficou tudo bem. Ufa! Não passei fome, mas que foi um susto, isso foi!

*Isso em ambiente estudantil, que era o meu “habitat” na época.

grillparty