Arquivo da tag: Tübingen

Kein Mut

Padrão

Gente, vocês vão ter que me perdoar, mas era impossível tomar banho todo dia na república em que eu morava usando aquelas muletas, morando no terceiro andar (sem elevador) de uma”Fachhaus” antiquíssima, com escadas de madeira do século XII (por aí), (madeira forte, com certeza! Nunca vou esquecer o ruído do rangido quando se pisava nela), degraus assimétricos … e, lembre-se de que no nosso andar não havia banheiro, só toilette! Tínhamos que subir para a república do quarto andar para termos acesso a um chuveiro movido a moedas de marcos alemães. Numa cabine minúscula. E quando as moradoras deixavam, coisa que não acontecia sempre. Complicado, estão percebendo? A situação não era fácil não!

E mais: se eu não tivesse uns 3 amigos pra ficarem comigo enquanto eu subia e descia as escadas até a república de cima, nada feito! Nem morta que eu arriscava “muletar” por aqueles degraus sozinha! Ich hatte gar keinen Mut!

Antes do acidente era bem menos complexo arrumar uma ducha. Eu pedia para os amigos e ia na casa deles me banhar. Ficar pedindo pra tomar banho na casa dos outros é bem esquisito … mas a gente se acostuma, fazer o quê.

Porém naquele momento, super limitada (praticamente presa) pelas muletas, não dava mesmo para descer aquelas escadas e ir até a casa de alguém.

Mas eis que um dia, depois de muitos e muitos dias de neblina e frio gelado, saiu o sol! Ah, quando o sol aparecia não tinha quem resistisse a ele! Todo mundo saía pra rua. E eu também saí naquele dia ensolarado e frio de fevereiro de 1988 para passear de muletas, pelo menos um pouco, pelo Marktplatz de Tübingen …  as mãos sem luvas, geladas, pra me sentir mais segura quando me apoiava nas muletas …

mit Krücken.jpg

Anúncios

Der Teeladen

Padrão

Quem me conhece sabe que eu gosto de chá, embora a minha paixão mesmo seja café. 🙂

Tanto café quanto chá aprendi a apreciar na Alemanha, na época que vivi lá, naqueles dias frios, escuros, em que as casas se tornam tão aconchegantes, os amigos se aproximam e marcam aquele encontro intimista regado a uma dessas duas bebidas … hum, saudade daqueles momentos tão especiais!

Mas é saudade boa. As lojinhas de chá aumentaram em número e em variedade de produtos (na minha época já era bem variada a oferta, imagina agora!). E cada vez mais bonitas! Fico encantada quando entro numa. Além da beleza, os aromas todos seduzindo a gente!

 

12470011_10205201546261600_744113510_oTeeladen in Tübingen

12507027_10205239444409030_225134612_nTeeladen in München

Kulturelle Gewohnheiten – 9

Padrão

Carona? Hummm ….

Kultur

 

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2010/05/estrangeiros-listam-dez-exemplos-que-o-brasil-poderia-exportar-2898352.html?utm_source=Redes+Sociais

9 – Esse esquema de carona que os estrangeiros citam no link acima realmente eu não vi muito por lá não. Exceto entre amigos brasileiros, mas também nem tanto assim, já que pouquíssimos de nós possuía um carro. Simplesmente não havia necessidade. Fazíamos tudo a pé, de bicicleta, de bonde, trem, metrô …

Mas conheci o esquema de carona improvisada (dessas que você se posta em alguma calçada e usa o dedão e a cara de pau, sabe?), dentro da cidade de Tübingen mesmo, e também entre cidades. Neste caso ficávamos na saída da cidade pedindo carona aos que já estavam a caminho de, por exemplo, Stuttgart. Dentro de Tübingen nunca passei por nenhum incidente, porém, em duas oportunidades em que pedi carona para Stuttgart, vivenciei coisas diferentes …

Numa das vezes eu estava sozinha e entrei num carro em que o motorista logo se mostrou bastante desagradável através de indiretas sobre o meu corpo e até tentando colocar a mão na minha perna. Que sufoco! Fiquei muito assustada achando que não conseguiria sair ilesa dessa, até que, muito nervosa, pedi que parasse o carro senão eu saltaria. Saí correndo, tão transtornada que nem pensei em pegar a placa do carro e fazer uma queixa na delegacia. Teria sido o ideal, porque o motorista com certeza teria sido pego e devidamente punido.

Numa outra oportunidade, pegamos carona em três para Stuttgart. Nesse caso, o motorista corria tanto, mas tanto, que a minha amiga roeu todas as unhas das duas mãos durante o trajeto. Eu, sentada na frente, adorei a aventura!

Die Wettervorhersage

Padrão

Pois é, a previsão do tempo acertou mesmo. Lembra daquele post falando da previsão de altas temperaturas na Alemanha? Olha aí a notícia do último final de semana! Teve até chuva de granizo em Tübingen (cidade do meu coração! Também morei lá … conto mais em futuros posts)!

http://www.dw.de/alemanha-registra-fim-de-semana-mais-quente-do-ano/a-16981716

Mais um artigo sobre o assunto:

http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/,9bab4d8ebd520410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Sommer in Deutschland

Padrão

Inverno aqui, verão na Alemanha! Sim, lá faz calor sim! Tudo bem que às vezes o verão é tão curtinho, que dizíamos (nós, brasileiros residindo lá) que tinha caído num domingo. Mas ele também pode durar semanas, como pude desfrutar num ano em que tivemos 6 semanas de sol e calor.  O que se pode fazer no verão germânico? Nossa, tantas coisas! Nadar, andar de bike, tomar sol, fazer um piquenique, andar de caiaque, fazer caminhadas, brincar no chafariz da praça … deem uma olhada nas fotos de três cidades alemãs no verão: Tübingen, Heidelberg e Mannheim. Ah, que saudadeeeee!

sommer in tübingen

sommer in heidelberg

sommer in mannheim