Arquivo da tag: tensão

Die Vorbereitung

Padrão

Chegando ao 3. andar, após fortíssimas emoções (para relembrar, leia o post “Der Taxifahrer”), respirei aliviada por um lado, mas, por outro lado, senti um peso enorme nos ombros. No dia seguinte eu seria operada! E aí, pensava, como vai ser? Como vou entender os médicos, enfermeiros, enfim, o que vai realmente acontecer lá? Como fazer com o trabalho (nessa altura, já tinha começado no meu terceiro restaurante da cidade, alemão, após pedir demissão do grego – para relembrar, leia o post “Die Treppen – eine komplizierte Beziehung”)? Quanto tempo ficaria “de molho”, ou seja, sem ganhar nada? Do que viveria? Gente, quantas dúvidas, quantos medos, quanta insegurança, quanta solidão!

Naquele momento, porém, só podia tentar manter a calma, dormir, no dia seguinte avisar as pessoas, e contar com a ajuda de alguns amigos. Eu ia precisar muito deles … e realmente precisei …

unsicherheit

Anúncios

Der Taxifahrer

Padrão

Bom, mas voltando à novela do tendão … mesmo atarantada com a situação, perna engessada e volta programada ao hospital no dia seguinte para passar por uma cirurgia, o jeito naquele momento era chamar um táxi e ir pra casa. No caminho fui digerindo os fatos e contando ao motorista o que tinha acontecido, porque ele me viu tão perdida que perguntou se eu estava “bem”. Fui contando e quando chegamos me caiu a ficha de que eu morava no 3. andar, tinha muita escada pra subir e eu não podia pisar com o pé esquerdo! A perna estava engessada até pouco abaixo do joelho. O je! E agora?

O taxista me olhava e eu olhava pra ele. Silêncio. Como é que a senhora pretende subir? Então, ahn, também não sei … acho que vou precisar da sua ajuda. E lá foi aquele homem, de cujo gesto eu nunca mais me esqueci, me carregando escadas acima, até chegar no 2. andar, onde a escada a partir daí era de madeira bem antiga e se tornava bem estreita … eu, morrendo de medo de despencar, e o taxista, trêmulo … ai ai ai … e mais um pouco, até o 3. andar, o taxista transpirando, eu MORRENDO de medo de me machucar …

 

taxi